Página Inicial BRASIL Repórter é assediada ao vivo e faz desabafo no Facebook: ‘mereço ser...

Repórter é assediada ao vivo e faz desabafo no Facebook: ‘mereço ser respeitada’

A repórter Bruna Dealtry, do Esporte Interativo, foi assediada durante uma transmissão ao vivo, nessa terça-feira (13), enquanto cobria um jogo da Libertadores. Vasco e Universidade de Chile se enfrentaram em São Januário, no Rio, e o time carioca perdeu por 1 a 0. Enquanto falava do meio da torcida do alvinegro, um torcedor se aproximou e tentou beijá-la na boca.

O episódio deixou a repórter desconcertada. Ela conseguiu apenas dizer “isso não foi legal, né?” depois de levar um susto. Em seguida, emendou: “Isso não precisava, mas aconteceu e vamos seguir o baile por aqui”. Nesta quarta (14), no entanto, recorreu ao Facebook para desabafar sobre a situação.

Bruna disse ter sentido a mesma impotência que outras mulheres sentem “em estádios, metrôs ou até mesmo andando pelas ruas”. “(…) Um beijo na boca, sem a minha permissão, enquanto eu exercia a minha profissão, que me deixou sem saber como agir e sem entender como alguém pode se sentir no direito de agir assim”, escreveu”. Com certeza o rapaz não sabe o quanto ralei para estar ali”, continuou.

A repórter ainda disse ter ficado triste com o episódio, mas afirmou que quem deve se envergonhar é o homem que a assediou. “Hoje, me sinto ainda mais triste pelo que aconteceu comigo e pelo que acontece diariamente com muitas mulheres, mas sigo em frente como fiz ao vivo”, escreveu. “(…) o cidadão que quis aparecer é quem deve se envergonhar do que fez. Sou repórter de futebol, sou mulher e mereço ser respeitada”, finalizou.

Fonte> BHAZ